Início > Artigos Raffa Cabo Frio > Joe Weider e a origem do bodybuilding  -  R$ Consulte    

 


Fundador da IFBB e criador do Mr. Olympia.

O Culturismo surgiu do halterofilismo competitivo na década de 1940 através do halterofilista canadense Josef (Joe) Weider, cuja iniciação no culturismo aconteceu em 1939, quando ele por acaso teve acesso a uma revista de halterofilismo, muito praticado na época. Joe decidiu então construir e modelar seu corpo com o propósito de afugentar e se proteger dos tipos brigões que assolavam a vizinhança onde morava em Montreal.

 

Foi a um ferro-velho onde forjou duas barras com anilhas a partir de rodas e eixos de automóveis e começou a treinar em casa. Quando começou a notar o aparecimento dos resultados de seu treinamento, convenceu-se de que, como ele, outras pessoas gostariam também de se beneficiar do treinamento com pesos.

 

Com os $7,00 que tinha, Joe iniciou a publicação de um informativo chamado 'Your Physique'. Um ano depois, definiu seu esporte como algo diferente do halterofilismo de competição, que implicava no tipo de treinamento que utiliza especificamente movimentos compostos, cujo único propósito era desenvolver tamanho muscular em uma proporção equilibrada, dentro de determinados padrões que seguiam determinadas regras.

 

Seus métodos eram empíricos, já que observava, estudava e mesclava técnicas de halterofilistas uma vez que a ciência do treinamento desportivo e a fisiologia de exercício ainda estavam em seu início.

 

Logo descobriu que o êxito para este novo esporte se baseava antes de tudo em velocidade, técnica e, sobretudo, potência, porque ajuda o desenvolvimento físico.

 

Preocupado também com a alimentação dos atletas, Joe pesquisou fontes de nutrição que acreditava ser alimentação saudável, como, por exemplo, uma taça de aveia com fruta cortada em pedaços, acompanhada de suplementos.

 

Desde o início dos anos 40, Joe fazia mais do que simplesmente fornecer bons artigos e fotos detalhando as competições de fisiculturismo, artigos sobre como treinar e perfis de personalidade das maiores estrelas do físico. Ele também conseguiu reunir e preservar enormes quantidades de informações valiosas sobre treinamento, bem como utilizar suas revistas, livros e videoteipes para disponibilizar essas informações para cada geração de jovens fisiculturistas.


Joe gastou uma enorme quantidade de tempo ao longo do anos visitando academias por todo o país e observando como as estrelas treinavam. Por exemplo, nos anos 60, ele observou que Larry Scott utilizava um banco de orador para fazer roscas, e o fortíssimo Chuck Sipes continuava  realizando uma série atrás da outra com grande intensidade retirando rapidamente o peso da barra entre séries. Ele tomou nota desses métodos, descreve-os e então deu-lhes nomes. Scott não chamou sua técnica de Roscas Scott, Sipes não percebeu que estava utilizando um método de carga regressiva. Mas, graças a Joe, logo todos tiveram acesso a essas valiosas técnicas de treinamento.

fonte: www.ifbbparaiba.com.br

 

 

Fotos Secundárias

Participe

Indicar Voltar

Comentários

Carregando Comentários...

Adicione seu Comentário


400 caracteres restantes.

Clique no emotion para inserí-lo em seu Comentário. Quantos quiser.